Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Francisco Borges em Entrevistas

Criar aplicativos compatíveis com Beacons

Nós adoramos novidades quando se trata de novas tecnologias e assim, tentar manter-se a par com o que está acontecendo no mercado, desde que relacionado com o que mais gostamos: criar aplicativos. Vamos nos concentrar agora em Beacons, uma tecnologia que anseia para se destacar dentro da esfera do marketing e marketing de proximidade. Não é completamente certo se esta tecnologia vai ter um uso generalizado no futuro. No entanto, é melhor estar preparado, certo? 

O que são Beacons?

Antes de começarmos a discussão sobre o desenvolvimento de aplicativos que utilizam Beacons, é preferível saber que tecnologia é. E mesmo que já esteja familiarizado com a tecnologia, nunca é demais saber mais detalhes de forma detalhada.

Beancons são dispositivos muito pequenos (do tamanho de uma moeda ou um pouco superior dependendo de questões de estética) que transmitem sinais de ondas curtas – também conhecidas como BLE (Bluetooth Low Energy). O seu alcance é de aproximadamente 50 metros.

Criar aplicativos compatíveis com Beacons

Como funcionam?

Aquando da criação de apps que sejam compatíveis com a tecnologia Beacon, é necessário: em primeiro lugar, que o dispositivo móvel tenha Bluetooth (uma tendência crescente, tanto para smartphones como tablets); mas também, a noção que temos de pedir ao usuário pela sua permissão para aceder às funcionalidades de Bluetooth no seu dispositivo aquando do desenvolvimento do aplicativo.

O processo começa quando o dispositivo tem incorporado esta tecnologia e existe uma app instalada que reconhece frequências Beacon. O Beacon funciona como um “farol”, transmitindo um sinal para o aplicativo. O aplicativo “escuta” esse sinal, “despertando” o dispositivo móvel, sem enviar quaisquer dados.

O último passo depende de quão bem foi desenvolvida a app. O aplicativo, assim que alertado pelo Beacon irá usar a sua “inteligência” para enviar Mensagens ou notificações Push.

developers_apps_webs

Que uso podem ter os Beacons?

Alguns dos seus usos – como mencionado anteriormente – estão relacionados com marketing de proximidade ou pagamentos “sem-fios” via smartphones.

Criar aplicativos compatíveis com Beacons

  • Check-in automático: Aplicativos como Foursquare, Yelp, Facebook, Twitter, etc. podem implementar esta tecnología para permitir à app fazer o check in automaticamente – se configurado para tal – quando o usuário participe em um evento ou esteja num espaço onde o sinal Beacon esteja presente.
  • Marketing de proximidade: Um exemplo claro é quando uma app lhe envia descontos, ofertas especiais ou o relembra que está próximo da loja física. É muito útil no setor do retalho, por exemplo.
  • Navegação Indoor: Uma forma mais eficiente e precisa de geo-localização sem a utilização do GPS. É muito mais preciso, embora seja apenas aplicável em espaços pequenos que tenham dispositivos Beacon instalados. É especialmente útil em parques de estacionamento, centros de comerciais ou grandes edifícios – onde o GPS não parece trabalhar tão bem. Também se pode provar bastante útil em feiras e grandes eventos como festivais, concertos, museus, etc.
  • Pagamentos sem-fios: Simplifica substancialmente os pagamentos móveis, trabalha com a mesma frequência e permite aos usuários efectuar pagamentos com o smartphone se associar-mos estas apps com as contas bancárias.

Criar aplicativos compatíveis con Beacon: Vantagens

A habilidade de fazer um bom uso de uma nova tecnologia é saber como aplica-la e como usa-la. É imperativo ter um conhecimento profundo sobre o que é essencial para obter uma alta performance. Vamos ver quais são as vantagens e benefícios decorrentes de tais aplicações:

  • Consomem pouca bateria sem o uso de dados móveis:Bluetooth consome muito menos bateria do dispositivo do que o GPS. Em acréscimo, não utiliza o serviço de dados Móvel do operador.
  • Alcance: O seu alcance é suficiente para alcançar clientes que estejam perto da loja física. O sinal é capaz de percorrer 50 metros e é inclusive, mais preciso que o GPS em espaços fechados e em estruturas como centros comerciais ou grandes edifícios.
  • Facil de programar: Esta tecnologia é bastante fácil de implementar aquando da programação, apenas requer a permissão do cliente para aceder ao Bluetooth do dispositivo.
  • Barato: Colocar um Beacon não é dispendioso e também não o é, na implementação no processo de desenvolvimento. Não envolve cobranças adicionais ou consumo dos dados móveis do dispositivo.

Desvantagens dos Beacons

Beacons, contudo, também têm desvantagens. Vamos ver quais os problemas que se enfrentam quando criando apps que são compatíveis com Beacons.

  • Beacons necessitam de apps instaladas que os reconheçam: Ter os dispositivos configurados para reconhecer Beacons pode tornar-se em vão se o aplicativo móvel não conseguir aceder a funcionalidade de Bluetooth do dispositivo,
  • Ter o Bluetooth ligado: Pode ser uma desvantagem, porque – embora use menos bateria que o GPS ou Wi-Fi – consome a bateria do dispositivo se ligado todo o dia.
  • Depende de terceiros: A sua utilidade depende de um terceiro: mesmo que tenha configurado corretamente o nosso dispositivo móvel, não serve de nada ter o app sem nenhum terceiro que coloque o Beacon para enviar os sinais.

Exemplos de apps que incorporam Beacons

Um exemplo deste tipo de aplicativos pode ser encontrada no museu Rubens House. Encontra-se na Bélgica e foi um dos primeiros a adotar esta tecnologia. A utilização da tecnologia tem sido organizado de tal modo que cada vez que um visitante se encontra em frente de uma pintura, um Beacon emite a cópia de raio-x da pintura para o smartphone do visitante. Alem disso, os Beacons também podem ser usados para o envio de dados adicionais.

Criar aplicativos compatíveis com Beacons

Outro exemplo é o do novo aplicativo PayPal, que inclui uma nova funcionalidade que faz uso de Beacons, permitindo pagar com o nosso dispositivo móvel, em estabelecimentos que aceitam esta forma de pagamento.

O supermercado Carrefour incorporou sistemas de Beacons dentro dos seus carrinhos de compras para determinar o movimento de clientes, a fim de otimizar onde os produtos são colocados. A companhia aérea  Easyjet, já a algum tempo que mostra o caminho para o portão de embarque, permitindo fazer o check-in com o seu bilhete, mas também receber por parte da empresa notificações.

Embora esta nova tecnologia não esteja assim tanto na moda, as estratégias de uso de Beacons delineadas em grandes centros comerciais, têm sido incentivadas. No futuro pode não ser utilizado em massa – ao contrário de criar aplicativos de realidade aumentada- mas vai, todavia, ser utilizada em certos ambientes onde a tecnologia provou ser muito útil.

especialistas-en-marketing

Comentários

Comentários estão desabilitados para este post