Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Evelyn Neka em Entrevistas

Desenvolvimento de aplicativos: Qual é a vantagem econômica dos apps?

Quando primeiro pensamos em entrar no mercado de desenvolvimento de aplicativos, a primeira coisa que queremos saber é o volume real do mercado e seu potencial. Aplicativos móveis são as novas tendências, mas não havia informação suficiente classificada em:

  • Quem são os jogadores principais no mercado;
  • O tamanho do mercado em termos de dinheiro;
  • Quanto você pode ganhar no desenvolvimento de aplicativos;
  • Por que um negócio deve optar por aplicativos móveis em geral;
  • Maneiras de desenvolvimento de aplicativos móveis.

Aplicativos móveis podem gerar muito dinheiro, sendo que em 2012, app móvel valia US $ 53 bilhões, e a previsão para 2016 é que ele vai crescer para US $ 143 bilhões. No entanto qual é o benefício económico real dos aplicativos para os desenvolvedores?

O mercado para aplicativos móveis está gerando uma quantidade significativa de benefícios, que não é novidade para ninguem. Mas quanto apps realmente faz em média? Tristan Louis, um contribuinte para a revista Forbes publicou um artigo interessante; Este prestigiado meio ajuda a saber com mais precisão a vantagem económica de apps que encontramos no Google Play store, App Store e do Windows Phone.

Desenvolvimento de aplicativos
Fonte: two yuppies and a passport

Google Store conseguiu superar Apple Store, em termos de número de apps disponíveis, no final de 2014. Quanto a 2015, o Wall Street Journal informou que Google Store tinha mais 70% de downloads de app do que a App Store da Apple no primeiro trimestre de 2015, mas as receitas de app da Apple foi de cerca de 70% maior do que a Google Play Store. O relatório do WSJ é baseado em números do App Annie Index: mercado Q1 2015. O WSJ continua a dizer que, “Google Store tinha mais 70% de downloads de app em relação a Apple, amparada pela demanda em mercados emergentes, como México, Peru, Brasil e Indonésia. Em comparação, a  liderança do Google no terceiro trimestre no ano passado foi de 60%.

As estatísticas comuns que são usadas para comparar as duas lojas são o número de apps disponíveis e o número total de downloads. Apple tem frequentemente utilizado estas estatísticas durante seus discursos. Apple abriu a App Store em 2008 na época do lançamento do 3G do iPhone. Começou com apenas 500 apps e durante 3 meses, obteve 100 milhões de downloads e o número de apps, aumento para 3000. Até 2009 Apple atingiu a marca de 2 bilhões de download, por 2010 3 bilhões e por 2011 10 bilhões com um total de 350.000 apps. Até março de 2012, o número total de downloads bateu 25 bilhões através de 550.000 apps (dos quais 170.000 eram nativas para apps iPad). Um ano mais tarde Apple atingiu a marca de 50 bilhões de download e 85 bilhões no final de 2014. Quanto aos apps, ultrapassou a marca de 1 milhão de app no final de 2013, e Apple, atualmente, tem cerca 1,4 milhões iOS apps disponíveis para download. No entanto, esse número foi contestado e alguns analistas dizem que está mais perto de 1,2 milhões.

Em 2008, com apenas um punhado de apps, o Google lançou o Android Market. Mas ele cresceu rapidamente. Até 2009, continha apenas 2300 apps e no verão de 2010 havia 80000 apps disponíveis e o número total de downloads tinham ultrapassado a marca cobiçada de 1 bilhão. No entanto, ainda foi um longo caminho tentando alcançar a App Store da Apple. Durante 2011 Google atingiu três metas principais, 3 bilhões total de downloads, seguido por 6 bilhões total downloads e por fim 10 bilhões total downloads. Esta tendência continuou até 2012, onde o número de apps ultrapassou 500.000 pela primeira vez e o número total de downloads atingiu os 25 bilhões.

Exibindo dados de como é possível para Windows Phone ser listado nesta comparação de benefício econômico para aplicativos, estando tão longe dos dois gigantes do mercado de mobile phone? A plataforma da Microsoft pode ser substancialmente mais gratificante para seus desenvolvedores, trazendo em $,15 por download, que é de apenas 10 por cento do que as outras plataformas podem oferecer. De acordo com Tristan Louis, apesar do Windows Phone só ter mais com 385 mil apps na sua loja, uma porcentagem significativa deles são extras.

No entanto, existem oportunidades da Microsoft para melhorar. Devem focalizar sobre o gerenciamento de sua média por receitas juntamente com o crecimento do seu usuário base, e se isso se realizar eficazmente, potencialmente poderiam ganhar todas as outras plataformas. Sabemos que o Windows Phone tem muito potencial, e se tiverem registros semelhantes como Android seria o principal sistema operacional em termos de percentagem dos lucros.

developers_apps_webs

Qual é o mais rentável para os desenvolvedores?

App Store da Apple continua a gerar mais receita do que Google Store para desenvolvedores. As razões por trás disso são interessantes. A maior explicação é que provavelmente os proprietários da Apple vêm de famílias de renda mais elevada. Os aparelhos são caros e estes proprietários mais abastados estão dispostos a gastar mais dinheiro em aplicativos do que o usuário “médio” Android.

Outra coisa a considerar para potenciais desenvolvedores é que, se você quer desenvolver um app iOS, então você precisa de um Mac, Considerando que o Android apps podem ser escritos em Windows, OS X e Linux.

Em média, cada download realizado na Play Store gera US$ 0,018 para os desenvolvedores, ao mesmo tempo em que na App Store da Apple esse valor chega aos US$ 0,10. No Windows Phone há ainda mais rentabilidade, terminando em US$ 0,15.

Artigo do Tristan Louis conclui que tanto o Android e Windows Phone precisam ser melhoradas. Por outro lado, há necessidades da Microsoft para atrair mais usuários de forma a alcançar bons números de downloads, oferecendo grandes benefícios para atrair mais desenvolvedores.  Além disso, a plataforma do Google deve implementar mecanismos para ajudar os seus colaboradores para realizar estratégias eficazes para monetizar apps, dado o grande número de aplicativos Android gratuitos que existem. Na verdade, de acordo com Louise, Windows Phone e iOS também devem trabalhar nesse sentido, mesmo que a plataforma da Apple já tem um mercado forte e rico para seus desenvolvedores.

 

Comentários

Comentários estão desabilitados para este post