Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Evelyn Neka em Entrevistas

Como proteger legalmente os seus jogos mobile?

O mercado de videogames cresce a uma taxa surpreendente e com a crescente variedade de plataformas para desenvolvimento de jogos mobile torna-se num sector que deve ser monitorado de perto. Sendo que o smartphone é uma das plataformas preferidas para jogar, é por isso que, quando falamos de desenvolvimento nos concentramos em jogos mobile.

Ao lidar com as questões de jogos mobile, devemos ter em conta os aspectos legais do mobile apps. Além de ter que atender a certos requisitos legais para ser capaz de lançar seu aplicativo, você também pode fazer uso da lei para proteger o seu desenvolvimento de jogos mobile.

jogos mobile

Dicas legais para proteger o seu desenvolvimento de jogos mobile

Se você quiser evitar problemas legais com seu jogo, seja ainda um projeto ou se já em desenvolvimento, aconselhamos a tomar nota destes 5 conselhos legais para proteger o seu jogo para celular.

Proteja sua ideia

Todos os jogos começam por uma ideia, sem um modelo de negócio ou forma de monetização. Para se tornar num jogo mobile você precisará compartilhar esta ideia com muitas pessoas. Equipe de desenvolvimento, equipe marketing, designers, especialistas. Isso porque, uma ideia é inútil sem o resto, sem uma estratégia não vale nada. Até mesmo a mesma ideia pode levar a coisas muito diferentes, dependendo do que norteia o projeto. Não tenha medo de alguém roubar a sua ideia.

No entanto, se você quiser ficar mais relaxado, você pode optar por proteger sua ideia, caso se você achar que isso é suficiente. Nesse caso, você deve recorrer a um contrato de confidencialidade. Nós, na Yeeply, oferecemos também a possibilidade de aplicar para cada desenvolvedor que quer acessar seu projeto em assinar um contrato de confidencialidade, então você não deve se preocupar com o a possibilidade de roubarem a ideia em nossa plataforma.

Proteja seu software

Como já disse antes, durante o desenvolvimento de jogos mobile, você vai ter que depender de pessoas para realizá-lo. Para o desenvolvimento do software você mesmo pode desenvolver, isso se você tiver noções de programação de aplicativos (sejam aplicativos multi-plataforma com HTML5 ou aplicativos Nativos) ou ter amigos e conhecidos especialistas no setor.   Também pode acontecer que você não sabe programar e não conhece nenhum desenvolvedor, então você terá que recorrer a terceirização do projeto.

Em ambos os casos você deve cuidar da questão da propriedade intelectual do software desenvolvido. Tenha atenção a figuras jurídicas do “trabalho encomendado” ou “trabalho criado no âmbito de uma relação de trabalho”, estes devem refletir-se detalhadamente nos contratos que assinar com terceiros ou com especialistas que irão desenvolver seu projeto.

Definir algo no contrato significa que sendo você quem contrata profissionais de apps para tornar este projeto específico, sob suas instruções e orientações, por compensação (definida no preço de orçamento), você é o dono dos direitos econômicos ou exploração comercial do app ou jogo.

Neste sentido, pode ajudar a proteger seus jogos mobile por três vias: Direitos autorais (sobre o programa de software ou banco de dados), Direitos de reserva (sobre as personagens humanas de caracterização, fictício ou simbólico) e da Propriedade Industrial (sobre a marca registrada).

Não violar a privacidade dos usuários

É importante ter em atenção na privacidade do usuários se você deseja criar um app com êxito. Não deve violar nunca a privacidade do usuário. Além disso, este é um dos principais aspectos de interesse no tema digital tanto para usuários quanto para empresas.

O mais importante é definir permissões que se aplicam a seu jogo mobile desde o início. Não abuse. Solicita apenas o que você vai precisar do seu usuário. Na Europa e também no Brasil, existe legislação sobre o assunto. Descubra o que você pode e não pode fazer.

Deves incluir informações sobre as permissões a solicitar e a possibilidade de revogá-los após a instalação. Também deves inclui informações sobre políticas de privacidade.

Licença de uso e aviso de privacidade

Relacionados com a seção anterior, antes de iniciar o trabalho com desenvolvimento de jogos existem dois “documentos legais” que devem ser preparados: a licença de uso do app e o aviso de privacidade (no caso que você usar os dados pessoais dos seus usuários).

Licença de uso

Este é um documento necessário (um contrato) em todos os jogos, se móvel ou não. É uma licença individual para cada usuário que fará o download do seu jogo. Aqui irá incluir todas as informações relacionadas com a operação do jogo, sua descrição até quem detém a propriedade intelectual do jogo.

jogos mobile

Política de privacidade

Neste caso, o aviso pode ser digital, física e até mesmo através de som (vale para qualquer suporte). Através dele, você informa o usuário sobre a existência e as principais características do tratamento que os seus dados pessoais serão submetidos, no caso de você precisar acessá-los. Na maioria dos casos, você pode encontrar as políticas de privacidade da app store da Apple ou Google Play.

Você deve determinar como incluí-los no jogo, para serem facilmente acessíveis, mas não perturbe o jogador quando estiver usando seu aplicativo ou jogo mobile. Pode usar pop-up com botão “Aceitar” ou estar “de acordo” aplicado ao app. Pressionando o botão é considerado um contrato vinculativo.

Evitar situações ilegais

A melhor maneira de proteger legalmente o seu jogo para celular é usar o bom senso. Evita conteúdos, situações e ações ilegais da sua parte. Desde o início do projeto de desenvolvimento de jogos que devemos ter atenção que nosso aplicativo não viola a lei do país ou região. Evitar, por exemplo, inspirar em personagens, filmes ou outros jogos conhecidos, pode ser considerado plágio.

Achou interessante o artigo para desenvolvimento do seu jogo mobile jogo? O que mais podemos fazer para proteger nosso app? Conte-nos comentários!

profissionais certificados

Comentários

Comentários estão desabilitados para este post